"A principal meta da educação é criar homens que sejam capazes de fazer coisas novas, não simplesmente repetir o que outras gerações já fizeram. Homens que sejam criadores, inventores, descobridores. A segunda meta da educação é formar mentes que estejam em condições de criticar, verificar e não aceitar tudo que a elas se propõe." (Jean Piaget)

Translator

sábado, 12 de abril de 2014

TERESINHA!

 






As de pétalas dobradas também são encantadoras.
Essa semana não teve Manguezal pra mim. Mas houve admiração das plantas de meu jardim e como não poderia deixar de registrar, essas TERESINHAS, plantas que coloriram minha infância e alegram minha eterna juventude. Aqui no Pará chamadas a Portulaca grandiflora são conhecidas como TERESINHAS. Originária da América do Sul, ocorre do Brasil até a Argentina, porém pode também ser encontrada no continente asiático. Devem ser cultivadas em pleno sol e em terra fértil, assim o colorido será intenso.

sábado, 5 de abril de 2014

ORELHAS DE GELEIA!





Muito me lembrou as orelhas de Mickey Mouse.
Minha felicidade com o retorno ao Manguezal não poderia ser maior. As próximas postagens falarei muito sobre esse ecossistema, devido meu ingresso no mestrado da UFPA- Universidade Federal do Pará- Campus de Bragança. Acompanhada do meu orientador Profº Dr Marcus Fernandes que serviu de suporte para fotografar esses fungos. Fungos esses pertencem a espécie Auricularia auricula - judae e são conhecidos como "jellys", que traduzindo significa geleia. Muito apreciado na culinária asiática pois ajudam no controle do colesterol, anti-oxidante e anti-inflamatório. Mas não se deve sair comendo fungos que encontramos na natureza, pois não se conhece as propriedades químicas da espécie.

sábado, 29 de março de 2014

AGREGADORES!






Essa última foto justifica a qualidade das fotos anteriores. Pois foram ampliadas para mostrar detalhes do gastrópode no fungo do jardim de minha casa. Pertence a espécie Subulina octona que tem por característica a agregação. A agregação pode representar para os moluscos terrestres uma estratégia para a conservação da água corporal. Os agregados usualmente envolvem muito contato entre os indivíduos, diminuindo a área de superfície corporal exposta e sujeita a evaporação (DUNDEE et al. 1975). Além de favorecer o encontro de parceiros para o acasalamento.

sábado, 22 de março de 2014

O GURI E O SIRI !




A Prainha localizada no município de Augusto Corrêa, é realmente tudo o que já foi mencionado aqui no blog, rica em biodiversidade. Caio um guri que amo, meu futuro biólogo, muito destemido fez questão de posar pra minha lente com o siri na mão. O siri-azul é também conhecido como siri-tinga. É um siri que ocorre tanto em águas rasas quanto profundas, vive em praias lodosas, chegando a medir até 15 cm de envergadura. Independente de qualquer outra coisa esse animal seria fotografado, porém seu azul foi o que mais me chamou atenção.

quinta-feira, 13 de março de 2014

FEITICEIRA !







Esse ano meu carnaval foi muito animado. Minha folia foi em meio a natureza e um dos lugares visitados por mim foi a Prainha em Augusto Corrêa- Pará. Lugar fantástico com fauna e flora de manguezal que encanta qualquer pessoa. Em meio a amigos, avistamos um animal que a primeira vista chamamos de formiga, que a corajosa Íris Lins Guerreiro, também professora, só que de Física, amiga de longas datas, pôs em sua mão para que eu pudesse fotografar. Trata-se de uma vespa sem asa popularmente chamada de formiga feiticeira. Elas tem por hábito parasitar outros insetos imaturos como borboletas, moscas e besouros. São pertencentes ao gênero Traumatomutilla sp. Agradeço a amiga Tamirys Farias por ter me apresentado esse paraíso na Terra. Obrigada!

quinta-feira, 6 de março de 2014

ESTALADEIRA !




Daqui de baixo era apenas mais um exemplar de lepdoptera, o que ainda assim me levou a fazer a foto. Ao me aproximar percebi que tratava-se de uma espécie que eu nunca havia visto. É uma Hamadryas sp conhecida como "estaladeira" pelo ruído emitido por suas asas. Gosta das zonas sombreadas das matas, vez ou outra é avistada nas áreas ensolaradas. 


quinta-feira, 27 de fevereiro de 2014

LISTRAS !



Esse Heteroptera, contrastou no verde da Íris em meu jardim. O marrom com listras nas antenas não passou despercebido das lentes de Maria Benedita, minha câmera. 



quinta-feira, 20 de fevereiro de 2014

LEQUE !


Fungos do gênero Cotylidia apresentam forma de leque, podem ter outras colorações. Como aqui no Pará a época é chuvosa o que propícia a abundante proliferação desses bonitos seres em nossas matas, eis aqui um exemplar de cor leitosa, encontrado na mata na estrada do Apió.

quinta-feira, 13 de fevereiro de 2014

CONTRASTE!




Em contraste com a tampa da caneta, esse miúdo coleoptera não passou despercebido aos meus olhos atentos a beleza da natureza que nos cerca. Clicado por minha câmera Maria Benedita eis aqui ilustrando esse veículo de informação.

terça-feira, 4 de fevereiro de 2014

FOGUETE !

http://youtu.be/H-bkTA0izB0
Em aula de Ciências na EEEFM Padre Luiz Gonzaga ministrando o conteúdo de Física, realizei uma aula prática para explicar como encontrar a velocidade. Os alunos construiram os foguetes de garrafas PET com auxilio de trena e cronometro tivemos um momento muito proveitoso. Click na foto e acompanhe o video. 

quinta-feira, 30 de janeiro de 2014

CAMUFLAGEM 5 !



Mais um exemplo de camuflagem, caranguejo com a coloração da areia da praia, quase passa despercebido por mim e pela lente de Nikole Benedita minha câmera. Mas eis aqui um belo exemplo de estratégias de defesa que a natureza nos ensina.

quinta-feira, 23 de janeiro de 2014

ADAPTAÇÃO !





   Em meio as garças e guarás eis que encontro os maçaricos. Entre eles um me chamou mais a atenção por ter apoio em apenas uma das pernas, a outra não sei se era atrofiada ou machucada mas não tocava o chão. Logo evidenciei a teoria da Evolução no que se trata a adaptação, que quem sobrevive e perpetua sua espécie não é o mais forte e sim o mais adaptado. Maçariquinho por uns momentos tornou-se meu herói por essa capacidade. 

quinta-feira, 16 de janeiro de 2014

GUARÁS







Em tupí-guaraní, Guará significa "ave vermelha". Os guarás são aves que habitam as regiões de manguezais, pois alimentam-se de animais existentes no solo lamacento do escossistema. Seus ninhos são construídos em árvores e a fêmea costuma desovar de 2 a 3 ovos. Ao nascerem são marrons depois ganham a coloração vermelha devido a alimentação. Esses das fotos adaptaram-se a viver em um resto de manguezal no meio da parte habitada da cidade, do município de Salinópolis- Pará.

COMPARTILHE

Postagens populares

LELA ORCA NAS REDES SOCIAIS

MAPA DOS SEGUIDORES DE LELA ORCA NO TWITTER

PAÍSES QUE ACESSAM DESDE 28/10/2011

free counters