"A principal meta da educação é criar homens que sejam capazes de fazer coisas novas, não simplesmente repetir o que outras gerações já fizeram. Homens que sejam criadores, inventores, descobridores. A segunda meta da educação é formar mentes que estejam em condições de criticar, verificar e não aceitar tudo que a elas se propõe." (Jean Piaget)

Google Translate
ArabicBlogger Tips And Tricks|Latest Tips For BloggersFree BacklinksBlogger Tips And Tricks Korean Japanese Chinese Simplified Russian Portuguese
English French German Spain Italian Dutch

segunda-feira, 12 de setembro de 2016

ASAS LARANJA

 
Em uma visita ao Camutá, vilarejo de minha Bragança aqui no Pará. Uma Adelpha sp indicadora de qualidade ambiental, ocorrendo onde não há interferencia de poluentes. É possível encontrar em toda a América Central e América do Sul. Essa se aproximou bastante de mim como se quisesse ser fotografada.

quarta-feira, 24 de agosto de 2016

OSMOSE !


                                           




 


Em aula coma a turma do 1° ano do Ensino Médio na EEEFM Padre Luiz Gonzaga fizemos a prática da osmose atividade nova em meu currículo. Gostei muito do resultado e da participação empenhada da turma.
Atividade que foi sugerida na obra:
Linhares, Sérgio
Biologia hoje / Sérgio Linhares, Fernando
Gewandsznajder. -- 2. ed. -- São Paulo : Ática, 2013.
Obra em 3 v. Bibliogra fia.
1. Biologia (Ensino médio) I. Gewandsznajder,
Fernando. II. Título. 13-02604 CDD-574.07
Atividade muito gratificante, sugiro aos colegas realizarem com seus pupílos.

sexta-feira, 12 de agosto de 2016

DESFOLHADORA!


Desfolhadora e urticante esse exemplar de Sibine sp não me passou despercebido e logo virou postagem. Chegam a medir 2 cm de comprimento e abundantemente encontradas em limoeiro. No estado do Pará costumam ser encontradas também devorando as folhas das castanheiras. Contato com elas deve ser evitado para que não ajam reações alérgicas, muito cuidado com crianças nas proximidades.  

terça-feira, 12 de julho de 2016

ABELHAS SEM FERRÃO!



 
A Tribo Meliponini são das abelhas sem ferrão também produzem mel, embora não apresentem essa estrutura de defesa, ou ela encontra-se atrofiada, possuem outras estratégias para defender-se. Como enrolar-se nos cabelos e pelos, beliscar a pele do agressor ou invasor com as mandíbulas, podendo causar até alguns ferimentos, entrar nas narinas e ouvidos dos intrusos, assim como, depositar resinas vegetais ou substâncias cáusticas sobre os seus pelos. (Guia Ilustrado das Abelhas “Sem-Ferrão” das Reservas Amanã e Mamirauá, Brasil (Hymenoptera, Apidae, Meliponini) /Favízia Freitas de Oliveira, Bárbara Tadzia Trautman Richers, Jacson Rodrigues da Silva, Rinéias Cunha Farias,Tércio Alves de Lima Matos. Tefé: IDSM, 2013.)
Nestas fotos elas estão coletando o nectar da flor conhecida aqui no Pará como "suspiro" é a natureza e suas peculiaridades. 

domingo, 12 de junho de 2016

MORCEGO!


No caramanchão da casa onde moro
Mais um inquilino para meu caramanchão. Avistei hoje enquanto apreciava umas flores. O morcego é um mamífero com capacidade de voar. Conhecidas já existem 100 mil espécies, variando suas características morfológicas. Dependendo da espécie, a vida de um morcego vai de 10 a 25 anos de idade. Alimentam-se, principalmente, de frutas, insetos, sangue de animais (poucas espécies hematófagas), peixes, néctar e pólen. Podem transmitir a raiva para o ser humano, através da mordida com seus pequenos e afiados dentes, desde que estejam infectados com o vírus. Atuam na polinização e na distribuição de sementes pelas florestas, contribuindo com a biodiversidade.

quinta-feira, 19 de maio de 2016

QUILÓPODE!



LACRAIA
Em sala de aula ontem na EEEFM Padre Luiz Gonzaga, apareceu esse quilópode, que roubou a cena, deixando os alunos curiosos. Fotografei e aqui falarei um pouco sobre esse animal.
Apresentam um par de pernas em cada segmento do tronco, sendo esta uma importante característica para diferencia-las dos piolhos de cobra ou gongolos (diplópodes) que possuem dois pares de pernas nos segmentos do tronco. São carnívoras, alimentando-se principalmente de minhocas, vermes, grilos, baratas. A presa é detectada, e muitas vezes imobilizada, através da inoculação do veneno. Possuem hábitos noturnos e alojam-se sob pedras, cascas de árvores, folhas no solo e troncos em decomposição, ou constroem um sistema de galerias, contendo uma câmara onde o animal se esconde.
As lacraias fêmeas produzem 35 ovos num período de dias. Os ovos são botados na terra durante o verão. As lacraias adultas podem viver um ano e algumas delas vivem até 6 anos.
Designação comum aos artrópodes miriápodes, quilópode, com cerca de 200 espécies no Brasil. Têm apenas um par de patas em cada segmento do corpo, sendo o primeiro par provido de quelíceras para inoculação de peçonha.
As lacraias ou centopéias, são animais peçonhentos, uma vez que possuem glândula inoculadora de veneno e podem produzir acidentes dolorosos
O quadro não é grave, variando de acordo com o número de picadas, hipersensibilidade da vítima. Ao ar livre até que as lacraias são benéficas porque matam os insetos nocivos. Quando estão em lugares fechados ou acuadas são consideradas perigosas, apesar do seu veneno não matar, provoca dor intensa.


domingo, 3 de abril de 2016

DO MICRO AO MACRO 1!


Do micro ao macro, é o nome que dei a minha prática com meus alunos do 1º ano do ensino médio. Onde após visualizarem ao microscópio as células animais, vegetais e procariota, constroem em equipe essas maquetes com material alternativo, onde o isopor é proíbido. Constroem as maquetes e logo após me explicam a função de cada organela.

domingo, 6 de março de 2016

VISITANTE!





Medindo por volta de 12 cm, avistei ela aqui no jardim de casa, uma Pseudosphinx tetrio. Ocorre do sul do Brasil ao sul dos United State of America. É uma espécie polinizadora, porém sua lagarta pode vir a devorar as folhas de árvores de grande porte em poucos dias.

quarta-feira, 3 de fevereiro de 2016

PEQUENA JARDINEIRA!




Conhecida como aranha de jardim, essa inquilina de minha casa me inspirou a testar recursos de minha câmera. É uma Argiope sp. que apresenta o abdomen bem colorido, essa por ser pequena e eu não conseguir maior aproximação não é possível ver nas fotografias com maiores detalhes essas cores.

domingo, 3 de janeiro de 2016

PENDÃO-AZUL





Cresci vendo minha família chamar de insenso, sua coloração sempre me chamou atenção, afinal é azul. A Achetaria azurea é uma espécie endêmica aqui no Brasil, conhecida em outras regiões como Pendão-azul, utiliza terra para sua fixação e nutrição, chega a medir 1m de altura.

quinta-feira, 3 de dezembro de 2015

GAVIÃO CARIJÓ!

 

 A caminho de Tamatateua, avisto uma ave sozinha no meio do campo, rapidamente clico e trata-se de um Gavião Caramujeiro da espécie Rosthramus sociabilis imponente e atento ao meu gesto me encarou. São aves que costumam medir cerca de 49 cm. Carnivoro alimenta-se de caramujos e alguns caranguejos. Constrói ninhos no alto das árvores que chegam a 4m de altura colocam em média 2 ovos que dura 28 dias para eclodir, reproduz apenas uma vez por ano. Sua ocorrência além de todo o Brasil vem dos EUA até o Uruguay.

terça-feira, 3 de novembro de 2015

SERINGUEIRA









A seringueira é uma árvore do gênero Hevea, família Euphorbeaceae, natural da região Amazônica é produtora do Látex, substância extraída para a produção de borracha. Na ida ao Seringal aqui em Bragança como os alunos da EEEFM Padre Luiz Gonzaga e a colega Professora Glenda Ferreira, docente de Geografia, burilamos com a mente de nossos pupilos que até extraíram a matéria prima.

COMPARTILHE

ONDE ESTÃO AS BALEIAS E OS GOLFINHOS?

Postagens populares

LELA ORCA NAS REDES SOCIAIS

MAPA DOS SEGUIDORES DE LELA ORCA NO TWITTER

PAÍSES QUE ACESSAM DESDE 28/10/2011

free counters