"A principal meta da educação é criar homens que sejam capazes de fazer coisas novas, não simplesmente repetir o que outras gerações já fizeram. Homens que sejam criadores, inventores, descobridores. A segunda meta da educação é formar mentes que estejam em condições de criticar, verificar e não aceitar tudo que a elas se propõe." (Jean Piaget)

Google Translate
ArabicBlogger Tips And Tricks|Latest Tips For BloggersFree BacklinksBlogger Tips And Tricks Korean Japanese Chinese Simplified Russian Portuguese
English French German Spain Italian Dutch

sexta-feira, 28 de janeiro de 2011

A REPÓRTER


Como uma convidada para o REVEILLON 2010 na casa de vovó Micas, essa Noctuidea, família a qual pertence essa mariposa, segundo identificação via e-mail, dos profissionais Dr José Augusto Teston da UFOPA- Universidade Federal do Oeste do Pará e do Ph D William Leslie Overal do Museu Emílio Goeldi. Esteve presente a noite toda na parede da sala como quem quisesse presenciar o momento de felicidade da família reunida. Mais parecia uma repórter fazendo cobertura de um evento, sem incomodar ninguém.
As Noctuideas ocorrem do Norte ao Sul do Brasil, destacam-se nos grupos de mariposas pela grande diversidade. Suas espécies relacionam-se com diversos ambientes e seus recursos, especialmente durante o período larval; alimentam-se de folhas, caules, brotos, raízes, flores, frutos, sementes, detritos ou outros insetos; algumas espécies que se alimentam de plantas cultivadas constituem-se pragas de extrema importância econômica (Holloway et al.1992).
COLABORADORES DESTA POSTAGEM:

sábado, 22 de janeiro de 2011

OPISTHOBRANCHIA

 A aluna Delma Melo com as amostras

Uma espécie de lesma-do-mar

 
Professor Drº em Malacologia Colin Beasley
 Professora apareceu um bicho lá na praia que eu ninguém na praia sabe o que é. Assim chegou me abordando, minha aluna  Delma Melo do 1º Ano do Ensino Médio da EEEFM Padre Luiz Gonzaga . Eu nem fazia idéia do que se tratava, até o dia  seguinte em que ela chegou com os dois frascos  na escola. Ao ver logo disse que tratava-se de um Molusco, animais aquáticos ou terrestres, que possuem ou não concha.  Porém como eu queria saber mais, repassar mais e contribuir com a Ciência corri com o Professor Colin Beasley no Campus da  UFPA aqui em Bragança, para maiores informações. Muito atencioso, analisou, buscou na literatura e juntos chegamos a conclusão de que se trata de um Molusco,  da classe Gastrópoda e supostamente da ordem Opisthobranchia. Não é comum ocorrer em nossa região, deve ter sido trazida por alguma corrente maritima, devido as atuais alterações climáticas.

sábado, 15 de janeiro de 2011

ASCOMICETOS




Mexendo em meus arquivos digitais achei essas fotos de um curso que fiz no ano de 2007. O curso era de Borboletas e Mariposas, embora seja uma Orca, os olhos atentos como de uma águia, avistei esses fungos e não me contive, fiz uns clicks. Clicks esses feitos em uma câmera analógica. Esses fungos são encontrados em florestas tropicais em madeira dividindo a matéria orgânica com liquens. Tão delicados e pequenos o formato fez-me compara-los a cálices.

sexta-feira, 7 de janeiro de 2011

MAQUETES 2010 PADRE LUIZ GONZAGA





























Exemplo de reaproveitamento e criatividade foi visto durante a apresentação deste trabalho com meus alunos das turmas de 1º ano da EEEFM Padre Luiz Gonzaga. Utilizaram restos de feira, galhos de miriti, caixa de maçã, além de latas e garrafas. A arte a Biologia encontraram-se mais uma vez em minha aula. Parabéns queridos alunos.

sábado, 1 de janeiro de 2011

A INQUILINA

Inquilina vigiando o ninho.
Ousei buscar detalhes.
Mãe zelosa.
 
O olhinho do filhote.
Manhã de Natal chego á casa de vovó Micas, para o tradicional almoço Natalino em família, sou recebida por ela com ar de quem faz surpresa encaminhando-me até o caramanchão de seu jardim para que eu visse a novidade. Tratava-se de um casal de Rolinha, Columbina talpacoti, que havia feito ninho no Caramanchão de seu jardim. As fotos não estão mais detalhadas devido ao cuidado que tomei para que a mãe não enjeitasse a cria.
Cosmopolitas (ocorrem em todos os ecossistemas), com hábitos alimentares granívoros (alimentam-se de grãos) e frugívoros (alimentam-se de frutos) também atuam como bioindicadores. O macho, com penas marrom avermelhadas, cor dominante no corpo do adulto, em contraste com a cabeça, cinza azulada. A fêmea é toda parda. Nos dois sexos, sobre a asa uma série de pontos negros nas penas.

COMPARTILHE

EDUCA TUBE

ONDE ESTÃO AS BALEIAS E OS GOLFINHOS?

Postagens populares

MEU CANAL

Loading...

LELA ORCA NAS REDES SOCIAIS

MAPA DOS SEGUIDORES DE LELA ORCA NO TWITTER

PAÍSES QUE ACESSAM DESDE 28/10/2011

free counters