"A principal meta da educação é criar homens que sejam capazes de fazer coisas novas, não simplesmente repetir o que outras gerações já fizeram. Homens que sejam criadores, inventores, descobridores. A segunda meta da educação é formar mentes que estejam em condições de criticar, verificar e não aceitar tudo que a elas se propõe." (Jean Piaget)

Google Translate
ArabicBlogger Tips And Tricks|Latest Tips For BloggersFree BacklinksBlogger Tips And Tricks Korean Japanese Chinese Simplified Russian Portuguese
English French German Spain Italian Dutch

quarta-feira, 8 de julho de 2009

GARÇA

Em uma viajem a Belém-Pará, fui a Estação das Docas e fui presenteada com essa imagem, como uma fotógrafa "fominha" que sou saquei "Maria Olympia" do bolso e registrei. Coloquei abaixo mais umas informações sobre a ave.

As garças se distinguem das cegonhas por voarem com o pescoço encolhido e terem pó na plumagem. A angulação de seu pescoço em S deve-se à estrutura da coluna vertebral e a um tendão que funciona como mola para colocá-lo em tal posição. O pó da plumagem, produzido por penas situadas no peito e nos lados do corpo, tem por função torná-la mais flexível.
Ave pernalta da ordem dos ciconiformes, de pescoço longo e fino, dedos e bico muito compridos, a garça pertence à família dos ardeídeos, com cerca de trinta gêneros e sessenta espécies disseminadas por todo o mundo, exceto nas regiões muito frias. Vive em geral perto d"água e alimenta-se de peixes, anfíbios, moluscos, artrópodes, vermes e insetos. Captura as presas vadeando lentamente ou assumindo atitudes estáticas antes de dar bicadas repentinas.
Com 1,25m de comprimento, 1,80m de envergadura e 3,2kg de peso, o socó-grande, joão-grande ou maguari (Ardea cocoi) é a maior das garças brasileiras. De colorido em diversos tons de cinza, pescoço branco, cabeça e penacho da nuca pretos, ocorre em todo o país e é parecida com a garça-real da Europa (A. inerea). Mais conhecidas são porém a garça-branca-grande (Casmerodius albus) e a garça-branca-pequena (Egretta thula), ambas de plumagem inteiramente branca, bico e dedos amarelos. A garça-azul ou garça-morena (Florida caerulea) tem plumagem ardósia que se tinge de violáceo no pescoço e cabeça, mas seus filhotes são brancos e só com um ano de idade tornam-se iguais aos pais. Outras espécies de ocorrência já registrada no Brasil são a garça-da-mata ou socó-beija-flor (Agamia agami), a garça-vaqueira (Bubulcus ibis) e o socozinho ou socó-estudante (Butorides striatus).
As garças fazem ninho sobre arbustos ou árvores, às vezes a dez ou vinte metros de altura, em brejos, ilhas, campos inundáveis ou manguezais. Associam-se freqüentemente em colônias, onde cada espécie ocupa uma dada área. Múltiplas cerimônias pré-nupciais marcam o encontro dos casais. Os ovos, quatro ou cinco por postura, são esverdeados ou verde-azulados. O período de incubação, nas duas garças brancas, é de 25 a 26 dias.

Na época da reprodução, aparecem no dorso dos indivíduos de ambos os sexos as egretas, penas delicadas que se eriçam durante a dança nupcial. Tais penas, por despertarem a cobiça de comerciantes, foram a causa da matança de milhares de garças. No final do período reprodutivo as egretas ficam bem desgastadas e são substituídas por penas de cobertura normais. A. alba, assim como outros ardeídos, possui a penugem de pó concentrada no peito e na região uropigiana. Esta penugem é representada por penas que crescem continuamente e que se desintegram em pó azulado; este é espelhado pelo bico na plumagem da ave e absorve as suas impurezas. Com auxílio da unha do dedo médio do pé, transformada em pente, a ave promove a limpeza da plumagem. Como as outras garças e socós, A. alba voa com o pescoço encolhido e as pernas estendidas.
Nidificação: os ninhos e os ovos assemelham-se aos de Egretta thula, porém, com diâmetros maiores. Assemelham-se também os períodos de incubação e de alimentação dos filhotes. Juntamente com outras espécies de ardeídeos, além de colhereiros, cabeças-secas e biguás, as garças podem formar ninhais muito numerosos na época reprodutiva.

Hábitat: borda de lagos, rios e banhados.

Tamanho: 75,0 cm.

Fontes: USP

http://www.biomania.com.br

http://www.ambientebrasil.com.br



4 comentários:

  1. Sortuda! Acho que a garça pousou e posou para você!

    Abraço.

    ResponderExcluir
  2. Gostei muito do que li sobre as garças, suas informações são show, estas mas uma vez de parabéns. Um grande bj.
    Nelma

    ResponderExcluir
  3. Foto maravilhosa. Isso é que é estar no lugar certo e na hora certa rsrsrs

    ResponderExcluir
  4. Belo registro.

    depois visita meu blog
    www.paulofigueiredo.com.br

    ResponderExcluir

COMPARTILHE

EDUCA TUBE

ONDE ESTÃO AS BALEIAS E OS GOLFINHOS?

Postagens populares

MEU CANAL

Loading...

LELA ORCA NAS REDES SOCIAIS

MAPA DOS SEGUIDORES DE LELA ORCA NO TWITTER

PAÍSES QUE ACESSAM DESDE 28/10/2011

free counters