"A principal meta da educação é criar homens que sejam capazes de fazer coisas novas, não simplesmente repetir o que outras gerações já fizeram. Homens que sejam criadores, inventores, descobridores. A segunda meta da educação é formar mentes que estejam em condições de criticar, verificar e não aceitar tudo que a elas se propõe." (Jean Piaget)

Google Translate
ArabicBlogger Tips And Tricks|Latest Tips For BloggersFree BacklinksBlogger Tips And Tricks Korean Japanese Chinese Simplified Russian Portuguese
English French German Spain Italian Dutch

terça-feira, 19 de janeiro de 2010

CNIDÁRIOS












Era dia 30/12/2009 estávamos na praia de Ajuruteua, com a intenção de chegarmos até a barca encalhada, que há anos atrai turista. Quando chegamos próximo a barca encontramos várias medusas na areia, a espera da enchente da maré que aconteceria apenas dentro de quatro horas. Inebriados pela vontade de fazer a diferença para aquela, tão temida pelos banhistas, água viva eu e meu primo Felipe nos colocamos a removê-las da areia até as poças d'água que são formadas na praia durante a vazante da maré, para que seguissem a espera da maré encher, para que fossem levadas novamente a mar aberto de onde vieram, enquanto minhas primas Isabela e Renata faziam as fotos. Ellen e Nicole torciam tanto para nossa empreitada quanto pela vida das medusas resgatadas. Essa prática não deve ser feita sem o acompanhamento e supervisão de um adulto. Segundo os biólogos Armênio Uzunian e Ernesto Birner, amaciantes de carne são comumente empregados na cura das queimaduras provocadas pelo contato com os tentáculos desses animais, que possuem uma célula urticante denominada CNIDOBLASTO de onde é liberada uma toxina proteíca que pode levar muitos animais a óbito. O amaciante de carne atua na digerindo essa toxina.
Para o nativos das praias daqui da redondeza, essas medusas são conhecidas como PUNUM, com a ajuda (via WEB) dos biólogos André Morandini e Ralph Vanstreels aqui vai a taxonomia dela.
Filo: Cnidaria
Classe: Scyphozoa
Ordem: Rhizostomeae
Gênero: Lychnorhiza
Espécie: Lychnorhiza lucerna
Nome popular: água-viva, medusa 



11 comentários:

  1. Nossa! maravilhas essas fotos professora, bem feitas, muito bom tbm as informações postadas sobre a espécie, mas uma vez, não posso deixar de lado MEUS PARABÉNS a vc pelo belo trabalho.
    abraços,

    Nelma

    ResponderExcluir
  2. Oi, Lela que legal, deu até vontade de dar uma volta nesse recesso e conhecer Ajuruteua, espero que não tenha muitas destas nessa época do ano por aí..rsrsr Que tal publicar uma matéria sobre a tal barca ? Sabes que de história eu gosto. Abraço.

    ResponderExcluir
  3. Esse bichinho é bem esquisito! Tenho pavor!oh! Mas vi um documentário na TV que não se deve colocar sobre a queimadura agua doce de forma alguma.O médico informou que o bom mesmo é colocar a agua do mar gelada que melhora consideravelmente! Espero nunca ter que usar esses recursos: amacinte e nem agua do mar. Imagine ter que colocar água do mar para gelar.rsrsrs!

    ResponderExcluir
  4. Oi Bom Dia.

    Adorei o Blog. Estar super legal...
    Apesar de não lhe conhecer seu trabalho pessoalmente admiro muito o seu trabalho.
    Abraçosss

    ResponderExcluir
  5. Oi Daniela,
    Fiquei ocm uma dúvida: vocês recolheram s águas-vivas e levaram para onde? Concordo com o Eric, por que não faz uma postagem referente a tal barca?
    Abração!
    Maria do Rocio

    ResponderExcluir
  6. Oi Daniela, ja tive a felicidade(ironia) de sentir na pele os tentaculos de uma dessas, não recomendo! Foi no Ceára, na praia de Canoa Quebrada, foi como tivesse sendo cortada por laminas finas pensei que ia sair toda ensaguentada de dentro da água sorte que estava no raso, senão teria me afogado, recomendaram e passaram açucar nas queimaduras ( piadinha do meu comprade na hora do açucar: agora cuidado para não sofrer um ataque de abelhas), as mais fortes demoraram uns cinco dias para sumirem as marcas, foi horrivel a sensação, por lá é comum em julho. Como sempre fotos maravilhosas. Parabens mais uma vez! Beijos!

    ResponderExcluir
  7. Legal as fotos das águas vivas, e concordo com o Rocio e o eric , apesar de ser bióloga até que não cairia mal uma postagem sobre a história da barca.

    ResponderExcluir
  8. muito show essas fotos....um dia vi várias no mar,próximo a praia da romana (curuçá)...
    foi a primeira vez que vi uma agua viva tao grande! foi muito bom!

    ResponderExcluir
  9. Lela,

    desculpa minha falta de conhecimento na área,

    mas eu juro que eu vejo uma cara nessa água-viva!!!

    Ela parece ter olhos e boca, uns buracos no meio dela...

    que isso???

    ehhehehe

    bjosss

    você, como sempre, muito boa em tudo que faz!

    sou tua fã!

    ResponderExcluir
  10. excelente atitude, vc tem muito a nós completar com seus conhecimentos.

    ResponderExcluir
  11. Cnidários são lindos. Sou fã dos Cubozoa!
    @biologil

    ResponderExcluir

COMPARTILHE

EDUCA TUBE

ONDE ESTÃO AS BALEIAS E OS GOLFINHOS?

Postagens populares

MEU CANAL

Loading...

LELA ORCA NAS REDES SOCIAIS

MAPA DOS SEGUIDORES DE LELA ORCA NO TWITTER

PAÍSES QUE ACESSAM DESDE 28/10/2011

free counters