"A principal meta da educação é criar homens que sejam capazes de fazer coisas novas, não simplesmente repetir o que outras gerações já fizeram. Homens que sejam criadores, inventores, descobridores. A segunda meta da educação é formar mentes que estejam em condições de criticar, verificar e não aceitar tudo que a elas se propõe." (Jean Piaget)

Google Translate
ArabicBlogger Tips And Tricks|Latest Tips For BloggersFree BacklinksBlogger Tips And Tricks Korean Japanese Chinese Simplified Russian Portuguese
English French German Spain Italian Dutch

quinta-feira, 25 de novembro de 2010

RAMPHOCELUS SP

 
Também conhecida como Bico-de-prata, a pipira é uma ave da fauna brasileira. As fêmeas são pardas e os machos parecem ser todos pretos, porém ao serem fotografados ou observados com muita atenção consegue-se ver o vermelho do peito. Essa foto foi feita em uma árvore do jardim da EEEFM Padre Luiz Gonzaga, no instante em que eu regava as plantas, tratava-se de um filhote que chamava pela mãe, que encontrava-se em outro galho, por isso não consegui fotografa-la. Possuem hábitos alimentares granívoros e ocorrem em grupos de aproximadamente 15 indivíduos.

sábado, 13 de novembro de 2010

ENTRE FORMIGAS E LAGARTAS

 Formigas e lagartas.
Eu e a turma do 3º ano da EEEFM Padre Luiz Gonzaga estavamos nas ruas da cidade de Bragança buscando umas amostras para nosso trabalho da Mostra Científica da escola, quando nos deparamos com um tronco em frente a uma casa e antes que eu sentasse nele para descansar, observei que haviam ali lagartas e formigas. Achei o fato curioso, pois as formigas não predavam as lagartas, o que é um comportamento esperado das formigas. Elas simplesmente chegavam próximo e afastavam-se, fiz a foto e ao chegar em casa fiquei por duas noites em frente ao Victório (meu computador), pesquisando esse comportamento no google e em uma literatura, para minha surpresa descobri que trata-se de uma glândula presente nas lagartas que elimina uma substância adocicada, por isso atrai as formigas que as confunde com seus filhotes e ao mesmo tempo alimentam-se dessa substância.
FONTES:

domingo, 7 de novembro de 2010

PTERIDÓFITA

 Um condicionador de ar
 Uma brecha
 Um vegetal
Uma Pteridófita
Banho no "chuveirão" do quintal pode nos render fotos para ilustrar aulas de Botânica. Em um momento desses, observo no condicionador de ar do quarto de minha mãe algo diferente. Quando me aproximo vejo que está fixado na parede de alvenaria um vegetal, que para minha surpresa uma pteridófita. Oportunista aproveitou-se da umidade e da sombra, que o quarto proporciona, que é quesito básico para sua ocorrência e lá mesmo germinou. Provando assim que a vida ocorre em todos os lugares da mais diversa forma.
A palavra pteridófita vem do grego pteridon, que significa 'feto'; mais phyton, 'planta'. Pois as folhas em brotamento apresentam uma forma que lembra a posição de um feto humano no útero materno.
Ao longo da história evolutiva da Terra, as pteridófitas foram os primeiros vegetais a apresentar um sistema de vasos condutores de nutrientes. Isso possibilitou um transporte mais rápido de água pelo corpo vegetal e favoreceu o surgimento de plantas de porte elevado. Além disso, os vasos condutores representam uma das aquisições que contribuíram para a adaptação dessas plantas a ambientes terrestres.

FONTES:
http://www.sobiologia.com.br/conteudos/Reinos4/biopteridofitas.php
http://www.algosobre.com.br/biologia/pteridofitas/pagina-2.html

segunda-feira, 1 de novembro de 2010

TRACHYCEPHALUS VENULOSUS

 

Mexendo em meus arquivos digitais, encontrei esta foto que a muito tempo estava esquecida. Foi uma excursão que participei em 2008, pela EEEFM Mário Queiroz do Rosário onde lecionava na época, para a nascente do rio Cereja aqui em Bragança-Pará. Andando dentro d'água, atolando na lama e nadando em rios com calça jeans, não perdi o foco da missão que na ocasião era fazer o registro fotográfico da atividade. Buscando apoio para não molhar "Maria Olympia" minha câmera na ocasião, me segurei em uma árvore e para minha surpresa eu não era a única a me apoioar.
Encontrei esse batráquio da espécie Trachycephalus venulosus, logo ele tornou-se modelo fotográfico para mim.
Os anuros (sapos, rãs e pererecas) são chamados os anfibios que não possuem cauda. Os sapos possuem as glândulas parótidas (estrutura de defesa) bem desenvolvida atrás dos olhos. As rãs não possuem as parótidas bem desenvolvidas, porém possuem as patas com membranas entre os dedos. A pererecas não possuem as parótidas desenvovidas também como as rãs, mas possuem ventosas nos dedos.
Quanto a beijar sapos para encontrar principes/princesas isso é uma outra história. 
FONTES:

COMPARTILHE

EDUCA TUBE

ONDE ESTÃO AS BALEIAS E OS GOLFINHOS?

Postagens populares

LELA ORCA NAS REDES SOCIAIS

MAPA DOS SEGUIDORES DE LELA ORCA NO TWITTER

PAÍSES QUE ACESSAM DESDE 28/10/2011

free counters